Qual o tamanho da sua coragem?

0
125
Coragem
Qual o tamanho da sua coragem?

QUAL O TAMANHO DA SUA CORAGEM?

s

e tem uma palavra na qual tenho pensado muito ultimamente é esta: coragem. Creio que será uma das palavras mais marcantes neste momento em que começa a haver um afrouxamento do isolamento social. Porque mesmo que bares, restaurantes, shoppings, salões de beleza, hotéis estejam preparados para receber seus clientes, quem disse que os clientes estão preparados para sair? Quem tem coragem?

Durante meses, nossa mente foi “trabalhada” para o “fique em casa”, “só saia se for realmente essencial”, “o coronavírus é altamente contagioso e pode matar” etc.

Como podemos “virar a chave”, encher-nos de coragem, e encarar as ruas como se o perigo não existisse mais?

Uma amiga que trabalha numa grande empresa de varejo nacional me confessou que está torcendo para o home office ser estendido até o final do ano. “Ainda não tenho coragem de ir nem ao mercado, meu esposo que vai pra mim. Imagine voltar ao trabalho! Não vou conseguir!”.

Outro conhecido, demitido nessa época da quarentena após 20 anos de empresa, numa conversa sobre o mercado de trabalho, desabafou: “pensei em abrir um negócio, mas e a coragem com tanta instabilidade?”. E isso puxa o coro: e a coragem para ir ao shopping? E a coragem para comer num restaurante? E a coragem para voltar para a academia? E a coragem para fazer uma viagem? E a coragem para voltar ao trabalho? E a coragem para mandar as crianças para a escola?

Profissionais de coragem

A

 

palavra coragem também foi ouvida (e lida) em referência aos profissionais da linha de frente de combate ao coronavírus, que não tiveram opção a não ser arregaçar as mangas e seguir em frente “com a cara e com a coragem”, literalmente. Líderes mundiais, como o papa Francisco e a rainha Elisabeth 2ª, também falaram sobre a necessidade de se ter coragem e determinação para vencer a pandemia causada pelo novo coronavírus.

C

 

oragem, coragem, coragem… Sei que não é tão fácil, mas a verdade é que, cedo ou tarde, teremos que abrir mão da sensação de segurança que o “ficar em casa” nos dá. Podemos nos afundar no medo, na insegurança, no pavor, ou podemos construir pontes de coragem que nos façam viver da melhor maneira possível neste “novo normal”.

Porque coragem, todos nós temos. Só precisamos saber qual é o tamanho dela.

 

Junte-se a nós e tenha coragem!

https://palestrarte.com.br/coragem-sem-tamanho/

 

 

 

 

Deixa um comentário

Please enter your comment!
Por favor digite seu nome