O preço de viver no “Mundo Líquido”

0
111
O preço de viver no “Mundo Líquido”

Vivemos em uma era conturbada. A velocidade nos alimenta e consome. Os relacionamentos são volúveis e os interesses mais egoístas. O que realmente importa parece, muitas vezes, ter perdido o significado. Vivemos o tal “Mundo líquido”, como nos explica o filósofo e um de nossos palestrantes, Luiz Felipe Pondé.

Há uma busca incessante por beleza, sucesso e felicidade a qualquer custo, ainda que no íntimo encontremos pessoas vazias, solitárias e amarguradas, sofrendo por uma vida idealizada, porém muito longe da realidade. Nossa palestrante Daiana Garbin trata exatamente sobre isso em seu último livro “A vida perfeita não existe”.

– Nunca estaremos plenos, completos. A sensação de plenitude não existe. Enquanto estivermos vivos, estamos em construção, em transformação. Estamos mudando. Não existe essa vida perfeita que a gente almeja.

A busca desenfreada pelo sucesso e o individualismo também atinge a esfera do nosso trabalho. O avanço da tecnologia nos faz enxergar o mundo corporativo com outros olhos. Passamos horas debruçados no notebook, escolhemos nos afastar das pessoas do escritório (e isso não é culpa do trabalho virtual), não temos mais paciência para esperar a finalização de um projeto, nosso pensamento fica cada vez mais longe nas reuniões, perdemos a prática de olhar nos olhos, de acreditar no outro. Substituímos um sorriso por um emoji via whatsapp. Aguardamos comandos e cumprimos tarefas, sem nos envolver e nos comprometer com uma causa. Alexandre Pellaes, especialista e pesquisador do mundo do trabalho, apresenta em suas palestras – com muita didática e bom humor – todas essas transformações acerca da nossa relação com o trabalho e propõe caminhos para a gente ter significado em nossas carreiras.

Sim, o mundo está “líquido”, mas que tal a gente tentar não fazer parte desse sistema?

Não viva em uma redoma! Use as mudanças e transformações da atualidade a seu favor. Busque oportunidades para seu crescimento, aprenda a fazer algo novo, ofereça ajuda, tenha conversas e relacionamentos saudáveis. Fuja de rótulos e fórmulas prontas para alcançar sucesso e felicidade a qualquer preço. Admita que pessoas precisam de pessoas!

Nossas conquistas serão maiores e melhores se também trouxerem benefícios aos que caminham conosco. Nossos sonhos terão mais sentido quando envolverem mais gente. O delicioso “sabor” da vitória vai permanecer por mais tempo se for sentido não somente por você, mas por seus líderes, colegas de trabalho e por sua família.

Aproveite os benefícios da vida moderna, mas sempre caminhe com alguém ao seu lado. Dessa forma, você estará em paz, em equilíbrio com sua saúde mental. Aliás, no mês de janeiro tivemos a campanha “Janeiro Branco”, a maior do mundo em prol da saúde mental, idealizada pelo psicólogo Leonardo Abrahão. A ação nos convida a assumir um pacto em que todo cuidado conta.

A escolha é sua e requer sabedoria:

Vai viver fazendo parte do “Mundo Líquido” ou assumirá o papel de protagonista cuidando de você e dos outros?

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui